A Origem do PET

O PET foi sintetizado pela primeira vez por químicos da DuPont na década de 1940, durante uma busca por polímeros que poderiam ser usados ​​para fabricar novas fibras têxteis.

No final da década de 1950, os pesquisadores descobriram uma maneira de esticar uma fina folha extrudada de PET para criar filme de PET, que hoje é usado extensivamente como filme de vídeo, fotográfico e de raios X, bem como para filmes de embalagem até o desenvolvimento de fitas para arqueação conhecida com fita pet , cinta pet e ou fita de arquear pet .

Como PET foi criado?

Pela combinação de e ácido tereftálico e etilenoglicol, que forma o polímero PET. Mais especificamente, quando as duas matérias-primas do PET são combinadas sob altas temperaturas e baixa pressão , longas cadeias do polímero são formadas. À medida que a mistura se torna mais espessa, as cadeias crescem mais. Uma vez atingido o comprimento adequado da cadeia, a reação é interrompida. São então extrudidos, rapidamente resfriados e cortados em pequenos grânulos

Chamamos de PET - Poli Tereftalato de Etileno é um poliéster, polímero termoplástico, também conhecida como embalagens termoformadas, muito utilizada devido baixo peso, alta resistência ao impacto, resistência química, barreira para gases e odores.

O PET na atualidade.

Atualmente nos deparamos com grandes quantidade de produtos produzidos a partir do poliéster, sendo ele matéria prima resistente e de fácil manuseio, tornou-se fundamental para todos os segmentos .

Temos como exemplo:

  • Frascos de refrigerantes
  • produtos farmacêuticos
  • produtos de limpeza
  • mantas de impermeabilização
  • fibras têxteis

Além de ser utilizada para armazenagem de bebidas entre outros produtos, podemos encontrar o PET em forma de Fita de Arquear, ou comumente chamado, cinta de arquear ou fita PET, utilizadas para unificação e travamento de cargas em paletes para armazenagem e transporte.

Reconhecida pelo seu baixo custo, fácil manuseio e reutilização do descarte (RECICLAGEM), a fita PET mostrou seu potencial como principal ítem de segurança para transporte de cargas, pode suportar altos índices de tração.

A Fita pet é reciclável e altamente sustentável. É um dos plástico mais reciclado no Brasil. A fita PET pode ser reciclado de novo e de novo. Sob a necessidade de insumos no crescimento da indústria no Brasil, empresas com a FITEC EMBALAGENS vem investindo forte em tecnologia e produção para fabricar fitas pet de alta qualidade para atender uma enorme gama de consumidores

Visto que as matérias-primas para fabricação do PET sejam relativamente baseadas em petróleo, o impacto ambiental do PET é favorável em comparação com outros materiais recicláveis ​​.Isso porque é um material mais leve e a resistência do PET permitem que mais produtos sejam entregues com menos peso de embalagem e menos combustível do que a maioria dos outros materiais.


icon